Mandaqui novamente…putzgrila!

Posted on 15/08/2007

1


Mais uma vez tive que escrever um POST sobre o MANDAQUI. Não queria. Fico parecendo um drogado tentando sair do vício, quando o vício teima em “puxar de volta”. Dois assuntos breves, mas que me irritaram bastante ontem, me trazem de volta ao tema novamente, interropendo meu POST que estou preparando sobre as OLTs . Um relacionado ao pronto socorro de uma forma geral e o outro à ortopedia do PS. A hipocrisia do tapinha nas costas e piadinhas com todo mundo continua fazendo vítimas e espalhando ameaças pra todo lado.

Criticavam muito o Oscar (lembram?), o “japonês”, como ficou conhecido o vice-diretor no hospital ano passado e retrasado. Ele armou um esquema de vigilância completo com câmeras e afins dentro dos corredores do Mandaqui. Diziam que era pra vigiar médico que não trabalhava. Todos acharam um absurdo e marcaram uma reunião, a pretexto de criar uma associação médica dentro do hospital, e simplesmente defenestraram o “japa”. E as câmeras, retiraram? Não, e hoje, e aí o motivo do parágrafo, como me passaram, vão ser aperfeiçoadas. Vão ser espalhadas de tal forma a se observar se “realmente o médico está trabalhando”. Existe um projeto desenvolvido não sei por qual inteligência superior, de massifação destas câmeras dentro dos nossos (ou deles?) corredores. Fiquemos de olho nos novos neo-vanguardistas da vigilância. Que fique bem claro, não concordava com o Oscar, principalmente nos termos que – diziam – se referia aos médicos do PS, mas sua sinceridade nas palavras não combina com a falsidade de sorrisinhos na cara e desculpas esfarrapadas atuais. Ele estava errado, afinal de contas todos erram afinal, mas a sinceridade no que defendia o que pensava e falava é um contraponto interessante nos dias de hoje.

Outro ponto que quero tocar, e aí reacende um traço de mágoa que pensei já haver afastado, é que em nenhuma gestão anterior se “cortou a cabeça” de tanto chefe de equipe quanto nesta gestão dentro do CHM. Nenhum questionamento técnico de quem entrou. Pelo contrário. Mas que todos os tapinhas nas costas que Renato, Mola, Jânio, eu e agora, Samuel e Vanderlei receberam, soam hoje como verdadeiras porradas, ah, isso soa sim. Então desde já aviso: “tapinhas nas costas”, sorrisinhos e piadinhas caiam fora, pois parece beijo da máfia siciliana.

Vamos passar a ortopedia…

Vejamos: o que fiz o ano passado? Abri ambulatórios para suporte do PSA. O que fizeram este ano? Acabaram estes ambulatórios. O que está acontecendo? Pacientes não estão conseguindo marcar consulta (agora por telefone e eis que surge, enfim, a ultra-mega-super brilhante idéia novamente!) e estão superlotando novamente nossas portas do PS. Pior, algum imbecil, me perdoe o termo, está avisando os pacientes para retornarem no pronto-socorro e fazer seguimento. Aviso aos colegas: não existe prontuário no PS e não haverá suporte ético para qualquer intercorrência existente. Sugiro também o aviso: "marcar consulta com x dias", pois nunca se sabe se num futuro vão agir de má fé com você e te informar "doutor, você não disse em quanto tempo deveria ser marcada consulta de retorno para o paciente e por isso marcamos com dois meses!". Abram o olho pessoal. O Mandaqui não suporta o Mandaqui na ortopedia e eu cansei de avisar isto ano passado.Sem comentários.

Ah, o que fiz mais também? Criei complemento de horas em forma de cirurgias de trauma em mão. O que fizeram este ano? Acabaram. Pacientes de trauma em mão voltaram a enfrentar filas de espera no sobrecarregado ambulatório do ótimo Dr Auro. Ontem mesmo um trauma por ferimento em zona 5 flexora lesou todos os flexores profundos e superficiais (1) ao nível do punho, bem como o nervo ulnar. Foram feitos cuidados iniciais com a ferida, imobilizado adequadamente e internação para reparo agudo retardado. Previsão: não haverá mais vagas daqui a pouco. Sem comentários novamente.

O que fiz também?Criei reuniões para integrar e fortalecer contatos e vínculos recíprocos e com a instituição. Este ano adivinhem? Acabaram. Pipocam boatos, divergências entre colegas, casos de “residentites” por pura falta de comunicação dentro do serviço.

Sexta feira passada, dia 10 de agosto, dois colegas ficaram sozinhos no plantão e, ao que me parece, dois casos chegaram ao mesmo tempo e mesmo assim, ELES NÃO FECHARAM a PORTA DO PSA como estão tentando espalhar por aí. Eles precisavam operar e têm meu total apoio quanto a conduta que tomaram, porque pediram pro chefe de equipe NÃO FECHAR A PORTA DO PRONTO SOCORRO, respeitando a hierarquia. “Tentariam resolver o mais rápido possível” os casos, para que não houvesse prejuízo para o hospital e o andamento do atendimento dentro da unidade. Era o mínimo que eu podia esperar destes colegas, pois o CARÁTER deles não condiz com as versões que me chegaram aos ouvidos na segunda-feira. Sugiro, para abrandar os ânimos, banco de horas para os colegas que estiverem em dois ou partilha de plantão. Ah, esqueci, acabaram com isto também! Previsão: cautela e caldo de galinha não faz mal a ninguém. Volto a lembrar do “Carangos e Motocas” do post anterior.

Finalizo dizendo que o simples cumprimento daquilo que foi acordado na reunião de junho irá acalmar quem esteja descontente. Lembro apenas que a gerência e o hospital ainda não cumpriram sua parte. Vamos aguardar. Ameaças NÃO MAIS SURTIRÃO EFEITOS. Hoje a tentativa de novamente desunir colegas plantando boatos e inverdades NÃO MAIS VAI FUNCIONAR.

Mudando um pouco de assunto e ao mesmo tempo não, descobri um site especialista em compartilhar "quiz". Isso mesmo. Na web 2.0 até as perguntinhas são compartilhadas. Vou experimentar a partir de hoje no Blog.
Fui.

Read and post comments | Send to a friend

Posted in: Uncategorized